Conferência Internacional”As Soluções do Socialismo Democrático para a Crise Internacional”

Realizou-se a 9-10 de Julho a conferência internacional “As Soluções do Socialismo Democrático para a Crise Internacional”, organizada pela Fundação Res Publica.

Participaram nesta conferência major António Vitorino (Fundação Respublica), Poul Nyrup Rasmussen (Partido Socialista Europeu), Edite Estrela (Parlamento Europeu), José Lello (Departamento de Relações Internacionais do PS), Andreas Schieder (Secretário de Estado das Finanças da Áustria), Stephany Griffith Jones (Columbia University), James K. Galbraith (Lyndon B. Johnson School of Public Affairs), João Proença (UGT), Maria Helena André (Ministra do Trabalho), Pervenche Beres (Comissão de Emprego do Parlamento Europeu), Goran Persson (ex Primeiro- ministro Suécia) e José Sócrates (Primeiro- ministro).

+Ver site Fundação Res Publica: http://www.fundacaorespublica.pt/

+Ver site Lyndon B. Johnson School of Public Affairs: http://www.utexas.edu/lbj/

Anúncios

Famílias cortam na comida e nos medicamentos devido à crise

Apesar destas reduções no orçamento, as famílias continuam a aguentar bens mais supérfluos, como telemóveis ou televisão por cabo.
Em tempo de crise é nas despesas de supermercado e de farmácia que os portugueses mais cortam. Só nos primeiros cinco meses do ano, a associação de defesa do consumidor Deco foi contactada 5500 famílias em situação de sobreendividamento.

Mas, apesar destas reduções no orçamento, as famílias continuam a aguentar bens mais supérfluos, como telemóveis ou televisão por cabo, tentando manter a aparência do mesmo estilo de vida.

“Na alimentação começam a optar por alimentos de marca branca e deixam de comprar alguns produtos mais caros”, explicou à Lusa Natália Nunes, responsável da Deco pelo apoio ao sobreendividamento,.

Confrontadas com menos dinheiro, as famílias cortam também nos medicamentos, deixando mesmo de adquirir remédios necessários e prescritos pelo médico.”Nem substituem os medicamentos.Pura e simplesmente deixam de os comprar”, frisa.

Já em serviços de telecomunicações e multimédia, as despesas tendem a manter-se. “Aparentemente, cortar na alimentação e nos medicamentos é mais fácil para as famílias, que tentam manter a mesma aparência de estilo de vida”, indica Natália Nunes.

Outro exemplo é a “grande resistência” em vender os automóveis: “Há quase sempre a tentativa de manter o mesmo tipo de vida”. Renascença

Piquenique Inter-geracional Dianova

Celebrou-se a 29 de Maio na Quinta das Lapas, sede da Dianova, o «Piquenique Inter-geracional», evento no âmbito do Projecto «Aventura Emotiva 3G» sob orientação de Gaby Cortez, estagiária acolhida no âmbito do Mestrado em Psicologia Organizacional ao abrigo de um Protocolo com as Universidades de Barcelona e de Coimbra e a Dianova. 

O objectivo do trabalho desenvolvido por Gaby Cortez foi a formulação de indicadores de proximidade Inter-geracional e o desenvolvimento de actividades formativas de promoção das relações inter-geracionais. Após a avaliação de comportamentos entre três gerações em dois Grupos de Trabalho/Focus Groups distintos envolvendo Avós, Filhos e Netos, o estudo empírico culminou com um alegre e divertido Piquenique onde estiveram presentes 25 participantes representantes das três Gerações referidas (3G).

 

Os participantes eram provenientes de ambientes e classes sociais distintas, tendo estabelecido relações de amizade e respeito muito rapidamente, partilhando experiências, histórias e sorrisos.

O evento consistiu no acolhimento dos participantes às 9 horas da manhã, seguido de uma dinâmica de grupo que permitiu que todos se conhecessem melhor. A juventude de uma sénior de 100 anos de idade foi contagiante, transmitindo a todos os presentes que a idade é um mero estado de espírito. Após um pequeno lanche seguiu-se o passeio pelo Parque Florestal, onde em pares de gerações distintas, novas histórias se ouviram.

 

Chegados a um dos pontos-chave do percurso, registou-se o momento numa animada fotografia de grupo e houve a oportunidade de integrar os convidados nos projectos futuros da Dianova, acolhendo as sugestões de novas actividades dirigidas às três gerações: acampamentos, agricultura biológica e hortas pedagógicas sugeriram os mais novos; observação da natureza e ornitologia propuseram os da geração dos Pais; e os representantes dos Avós preocuparam-se com as dificuldades de locomoção, sugerindo trilhos acessíveis a todos.

Os participantes avaliaram o evento, tendo sido o balanço extremamente positivo conforme evidenciam os testemunhos escritos e as fotografias das actividades.

 

A Dianova agradece à

  • à Comunidade Terapêutica pelos materiais e mão-de-obra cedidos;
  • à Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras pela disponibilização do transporte e dos seus utentes;
  • à Fátima Gama pelo trabalho exímio, exemplar e comovente que desenvolve com os seniores do Lar da Santa Casa, permitindo-lhes viver a vida com mais qualidade, carinho e afecto;
  • ao Engenheiro Campos de Andrada e à sua dedicação à causa que conheceu tão recentemente,  empenhando-se com profissionalismo e amizade;
  • à Diana Lodeiro pelo trabalho de voluntariado desenvolvido ao longo destes três meses, empenhando-se em todas as actividades sem esperar nada em troca;
  • à família Dôres, Marques e Amigos que redescobriram valores, partilharam afectos e ganharam alegrias;
  • a todos os participantes e voluntários, um grande Bem Hajam!

O estudo desenvolvido e os produtos finais do mesmo estarão disponíveis para consulta a partir de 1 de Julho de 2010 por parte de toda a comunidade no Centro de Conhecimento Dianova, integrado no Centro de Formação Dianova.