Festival Sudoeste começa hoje com boas-vindas de DJ

DJ Zé Pedro, o guitarrista dos Xutos & Pontapés, e os 2Many Djs são dois dos nomes que animam hoje a chegada dos espetadores para a 14ª edição do festival de música Sudoeste, perto da Zambujeira do Mar.

A partir de hoje é esperada a chegada de muitos dos festivaleiros dos espetadores para o festival, embora a organização tenha adiantado que, desde sábado, já estão instaladas mais de sete mil pessoas, na zona de campismo junto ao recinto do evento, na Herdade da Casa Branca.

O cartaz de atuações está guardado sobretudo para entre quinta feira e domingo, com perto de 70 atuações em quatro palcos.

Destacam-se na quinta feira os norte-americanos Flaming Lips e os Groove Armada, ambos de regresso ao Sudoeste, e a cantora britânica M.I.A., aguardada com um novo álbum, «Maya».

De regresso também ao Sudoeste estão Jamiroquai, que sobe ao palco na sexta feira, e a dupla francesa Air, que se apresenta no domingo.

Repetentes em Portugal são os britânicos Massive Attack que apresentam ao ar livre no domingo o álbum «Heligoland». Diário Digital

+Ler notícia: http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=4&id_news=462831

Anúncios

Meco. Tudo o que quis saber e nunca ousou perguntar

Começa amanhã o festival Super Bock Super Rock, que promete arrastar multidões. Nós ajudamo-lo a não se perder

Não espere ver concertos com os pés de molho e prepare-se para respirar pó. O Super Bock Super Rock deixou o Parque Tejo, perto do Parque das Nações, para se instalar na Herdade Cabeço da Flauta, no Meco, mas o festival ainda fica a 15 minutos de carro do mar. A partir de sexta-feira, a pacata aldeia (que ficou na moda quando Pedro Miguel Ramos ali abriu um bar) será invadida por milhares de pessoas – o recinto tem capacidade para 30 mil pessoas por dia. Encontre as respostas para todas as suas dúvidas, para que não se perca na multidão.

O Meco é longe e não tenho como ir. Devo pedir boleia à entrada da ponte 25 de Abril?

Não vale a pena arriscar tal façanha. Na página oficial do Super Bock Super Rock no Facebook existe uma aplicação (a Super Boleia) que permite pedir boleia ou divulgar os lugares disponíveis no seu carro para partilhar os custos com vizinhos que ainda não conhece. Há festivaleiros que oferecem boleia de várias partes do país, desde Lisboa a Matosinhos, Coimbra, Águeda ou Torres Vedras. Se prefere viajar de auscultadores nos ouvidos sem ter de fazer conversa, apanhe um comboio até à estação de Coina e depois um autocarro até ao recinto, que fica no meio do nada, diga-se. Não tente ir em peregrinação. Embora possam lá tocar bandas que para si são sagradas, o Meco não é Fátima e há maneiras mais saudáveis de exercitar as pernas.

Recuso-me a (tentar) dormir no campismo gratuito do recinto e a esperar duas horas para tomar banho de água fria.

Pode sempre ignorar as placas de proibição nas praias e na Lagoa de Albufeira e ali erguer um acampamento ilegal – não nos responsabilizamos por problemas com as autoridades. Para tomar duche e ir à casa de banho, use os balneários na entrada da praia do Meco (das 9h às 21h), mas esteja preparado para água gelada. Na Aldeia do Meco, várias senhoras tentam alugar os seus próprios quartos à semelhança do que acontece na Nazaré, mas de uma maneira mais discreta. Não há velhotas de cartaz “Aluga-se” em riste à beira da estrada, mas se perguntar por quartos nos restaurantes e cafés do Meco e de Alfarim, talvez consiga alguns contactos. Os hotéis e pousadas das redondezas já estão esgotados desde Junho, grande parte deles “com técnicos de som e pessoas que vão trabalhar no festival”, dizem-nos na Quinta dos Amarelos, na Aldeia do Meco, com capacidade para alojar 18 pessoas. Se quiser pernoitar com todas as comodidades, vá até Sesimbra (a 30 minutos) e experimente o Hotel do Mar. Apesar de um quarto duplo custar 120€/noite, é dos poucos nas redondezas que ainda aceita reservas.

Ainda assim, não quero gastar muito dinheiro…

Então terá de optar por um dos dois parques de campismo do Meco. O Campimeco (7,2€/dia), mesmo em cima da praia das Bicas, tem água quente, piscina, campo de ténis e até uma peixaria. Mas o melhor peixe é o do restaurante Cabana do Pescador, em frente. O parque de campismo de Fetais fica a 800 metros da praia de nudismo, tem piscina, duche quente e um campo de futebol. Nenhum dos dois aceita reservas, por isso o mais aconselhável é ir para o Meco enquanto ainda há lugares e marcar território com a tenda.

À noite vou aos concertos. E durante o dia, o que se faz nesta terra?

Vai-se à praia. Do recinto do festival partem autocarros para a praia do Meco – que na verdade se chama praia do Moinho de Baixo – de 30 em 30 minutos. A praia é grande (o areal tem 4 km), mas se já é concorrida aos fins-de-semana, imagine em ocasiões festivas. Todos os parques de estacionamento perto da areia são pagos (1,50€) e têm sombra. Se quiser evitar a confusão, caminhe na areia grossa para a esquerda (do lado de quem está virado para o mar) até à zona de nudismo, onde além de algumas famílias despidas, não encontra mais ninguém. Nesta zona, tem de despir-se e rezar para não encontrar nenhum colega de trabalho. Há quem se besunte com a argila que cai da falésia porque, dizem, “faz bem à pele”. Se quer ter sossego mas não quer despir o fato-de-banho, tente a praia da Foz, a mais próxima do Cabo Espichel. Jornal i

+Ler notícia: http://www.ionline.pt/conteudo/69182-meco-tudo-o-que-quis-saber-e-nunca-ousou-perguntar

É tempo de festivais

A chegada do Verão coincide com a realização de inúmeros festivais de música, de todos os géneros, de norte a sul do país. A ilustrar essa realidade, hoje iniciam-se três de características bem diferentes: Delta Tejo, Douro Blues e Estoril Jazz.

O Alto da Ajuda , em Lisboa, recebe, entre hoje e domingo, a quarta edição do Delta Tejo, festival dedicado a músicas de países produtores de café. Esta opção permite ao certame apresentar um verdadeiro cocktail estético, que pode ir do corridinho ao fado, da pop ao funk, dos sons de Cabo Verde  aos da Jamaica.

O Delta Tejo abre as portas hoje, excepcionalmente, às 14.30 horas, para que todos os interessados possam assistir ao Brasil-Holanda  do mundial de futebol em ecrãs gigantes. Em termos musicais, espalhados por três palcos , vão desfilar (sempre depois das 19 horas), nomes como Carlinhos Brown, Buraka Som Sistema, Shaggy, Nação Zumbi, Expensive Soul, Nusoulfamily, Ana Moura, Nneka, Os Mutantes, Ska Cubano, Martinho da Vila, Asa de Águia, Puto Prata, entre muitos outros. Propostas multicoloridas que vão ao encontro de públicos diferentes. Jornal Notícias

+Ler notícia: http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Cultura/Interior.aspx?content_id=1608105

Filme “Sexo e a Cidade 2” estreia hoje

Michael Patrick King volta a assinar o argumento e a realização da segunda adaptação para cinema das histórias de “Sexo e a Cidade” a partir de um texto original de Candace Bushnell.

O elenco mantém-se o mesmo, com Sarah Jessica Parker (Carrie Bradshaw), Kim Cattrall (Samantha), Cynthia Nixon (Miranda) e Kristin Davis (Charlotte), além de Chris Noth (Mr. Big), David Eigenberg (Steve) e John Corbett (Aidan).

A história é retomada dois anos depois do ponto em que ficou no primeiro filme, com Carrie Bradshaw casada com Mr. Big, Charlotte a lidar com a maternidade, Samantha a contrariar a menopausa e Miranda em conflito com um novo patrão.

Agora as quatro amigas decidem passar umas férias nos Emirados Árabes Unidos para fugir às rotinas matrimoniais de Nova Iorque.

É lá que Carrie reencontra Aidan (John Corbett), que a faz questionar os dois anos de casamento com Mr. Big. Diário Notícias Online

+Ler notícia: http://dn.sapo.pt/cartaz/cinema/interior.aspx?content_id=1584279

+ Ver Site HBO: http://www.hbo.com/sex-and-the-city/index.html