Profissões operárias também são bem pagas

O presidente do IEFP salienta que nem só as licenciaturas significam um bom salário.

Com o mercado laboral ainda a recuperar da crise que fez o número de desempregados disparar para perto dos 600 mil, o presidente do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), Francisco Madelino, lembra que, além dos empregos mais qualificados, há outro tipo de trabalhos no mercado que também são bem pagos.

Em entrevista à Lusa, Madelino salienta que existe actualmente uma “dualização das tendências do mercado de trabalho”. Por um lado, defende o presidente do IEFP, há a necessidade de “profissões mais qualificadas que vão ser mais bem remuneradas” em áreas das energias, ambiente, tecnologias de informação, saúde e turismo. Por outro, há um conjunto de necessidades em termos de profissões operárias qualificadas de nível intermédio. “Não serão pessoas licenciadas, mas serão bem pagas, para fazer trabalhos de manutenção doméstica e outros”, disse.

“Depois, há um segundo segmento de empregos que continuarão sempre a ter procura e que são tudo aquilo que tem a ver com profissões operárias qualificadas ou mesmo até com qualificações mais baixas – desde a construção civil, seguranças, ‘call centers'”, acrescentou.

Segundo Francisco Madelino, este desenvolvimento ao nível das qualificações é o que as economias precisam para se modernizarem, nomeadamente a portuguesa. Já os empregos mais desqualificados, vão contar com uma concorrência forte e crescente da população imigrante, alertou Francisco Madelino.

Por outro lado, no que diz respeito ao trabalho qualificado o presidente do IEFP acredita que “há áreas novas que vão nascer, nomeadamente as áreas das energias verdes, na área da poupança energética e novas energias. São áreas de muito futuro”. Seguem-se as engenharias ambientais, tecnologias da informação e de aplicação aos equipamentos industriais, a área da saúde, com o envelhecimento demográfico e também o turismo.

‘New skills for new jobs’

A Europa está neste momento a discutir o documento “New skills for new jobs”, uma tentativa de definir as tendências do mercado laboral para os próximos dez anos e de perceber quais as qualificações necessárias para responder às ofertas de trabalho. Diário Económico

+Ler notícia: http://economico.sapo.pt/noticias/profissoes-operarias-tambem-sao-bem-pagas_96578.html

+Ver site European Centre for the Development of Vocational Training (CEDEFOP): http://www.cedefop.europa.eu/EN/

Anúncios

Hospitais: Correia de Campos quer menos trabalhadores com salários mais altos

O ex-ministro da Saúde defende que esta é a receita para reduzir a despesa no sector, a par do pagamento a tempo e horas às farmacêuticas.

«Com menos gente, mas a receber mais, podemos estar melhor», disse, à agência Lusa o ex-ministro da Saúde, Correia de Campos, para quem «nos hospitais das grandes cidades há gente a mais».

Para reduzir a despesa com os recursos humanos, Correia de Campos defende a criação de um mecanismo de pagamento por incentivos, «tal como aconteceu com a reforma nos cuidados de saúde primários».

A despesa com os recursos humanos é, para o eurodeputado socialista, uma das principais fontes de despesa do Serviço Nacional de Saúde (SNS), a par com os medicamentos.

Em relação aos recursos farmacêuticos, Correia de Campos reiterou as críticas à existência de dívidas dos hospitais à indústria. «Os hospitais têm de pagar à indústria a tempo e horas, só assim ficam em condições de exigir preços mais confortáveis e gastar menos». IOL Diário

+Ler notícia: http://diario.iol.pt/sociedade/saude-hospitais-reducao-despesa-medicamentos-tvi24-/1177618-4071.html

Candidaturas abertas para Estágio Profissional na Dianova: Técnico de Apoio à Gestão M/F

A Dianova abriu vaga para concurso/selecção de candidatos para ESTÁGIO PROFISSIONAL TÉCNICO DE APOIO À GESTÃO M/F (retribuição €854/mês), a realizar no Centro de Formação Dianova, na sede em Monte Redondo, Torres Vedras – a 45kms de Lisboa.

Descrição: Executar tarefas administrativas, de secretariado e de apoio à gestão do  Centro de FORMAÇÃO Dianova, nomeadamente no âmbito do POPH-QREN, candidaturas e gestão dos projectos.

Enviar candidatura (CV + Carta Motivação) para formacao@dianova.pt .

Presidente defende: façam férias no País

Turismo no estrangeiro agrava dívida externa.

“Aqueles que podem passar férias devem passá-las cá dentro”, defendeu o Presidente da República, Cavaco Silva, num discurso hoje em Albufeira, no qual disse que férias “cá dentro” ajudam a criar emprego e férias no estrangeiro significam “agravamento da dívida externa de Portugal”.
Fazer férias em Portugal, afirmou Cavaco Silva, segundo um excerto da intervenção divulgado pela TSF, “é uma ajuda preciosa para ultrapassar a situação difícil em que o País se encontra”, enquanto “turismo no estrangeiro significa importações de serviços e, consequentemente, agravamento da dívida externa de Portugal, que é um dos nossos maiores problemas.” PressTur

+Ler notícia: http://www.presstur.com/site/news.asp?news=25252

Europa 2020: Uma estratégia de crescimento inteligente, sustentável e inclusivo

Nos últimos 2 anos, enfrentámos a maior crise económica desde 1930. Esta crise fez regredir muitos dos progressos alcançados na Europa desde 2000. Estamos actualmente a lidar com elevados níveis de desemprego, crescimento estrutural lento e níveis excessivos de endividamento. A situação económica está a melhorar, mas a recuperação é ainda frágil. Simultaneamente, o mundo está a mudar rapidamente e os desafios de longo prazo – globalização, pressão sobre recursos, mudança climática, envelhecimento – a intensificar-se.

A Europa apenas poderá ser bem sucedida se agir colectivamente como, União. A Estratégia Europa 2020 http://ec.europa.eu/eu2020/index_en.htm levada a cabo pela Comissão define uma visão de economia de mercado social da Europa para o século XXI. Demonstra como a EU pode sair reforçada desta crise e como tornar-se numa economia inteligente, sustentável e inclusiva. Para mais rápidos resultados de longo prazo, será igualmente requerida uma mais forte governança económica.

+Ler Europa 2020 http://ec.europa.eu/eu2020/pdf/1_PT_ACT_part1_v1.pdf