CROWDFUNDING call-to-action DIANOVA | Faça o seu Donativo na plataforma INPAKT

Como promotora de inovação e transformação social, a Dianova assume na sua Responsabilidade Social o compromisso em contribuir para a melhoria das condições de vida das pessoas em situação de maior desfavorecimento social ou económico através dos seus programas de promoção de saúde, capacitação e formação, e ainda inclusão social.

Seja um daqueles cidadãos no mundo que tanto admiramos através do seu donativo na plataforma INPAKT que será utilizado para o desenvolvimento das campanhas de educação e promoção de saúde como a 6ª edição anual dos “Mocktails” ou a “REAGE” 2014, através dos links abaixo:

A Dianova agradece o vosso solidário donativo!

Imagem

“DEPENDÊNCIAS” TARDE TEMÁTICA PARA A EDUCAÇÃO & PROMOÇÃO DE SAÚDE, 27 de Março, CHCB Covilhã

Imagem

“DEPENDÊNCIAS” TARDE TEMÁTICA PARA A EDUCAÇÃO & PROMOÇÃO DE SAÚDE

Centro Hospitalar Cova da Beira – Covilhã
27 de Março, 14h30 – 18h00

Decorre a 27 de Março entre as 14h30 e as 18h00 no Auditório do Centro Hospitalar Cova da Beira (Quinta do Alvito, Covilhã), a Tarde Temática para a Educação e Promoção de Saúde “DEPENDÊNCIAS”, organizada pelo Centro Hospitalar Cova da Beira em parceria com a Dianova Portugal.

O objectivo desta tarde é debater as questões relacionadas com a prevenção e o tratamento das toxicodependências, que regista um aumento de 8.492 novos toxicodependentes em tratamento ambulatório e um aumento dos consumos de drogas entre jovens estudantes (16% cannabis, 8% Outras drogas, 7% Ansiolíticos, 6% Inalantes), de acordo com dados oficiais respectivamente do IDT | SICAD e do ESPAD.

Dividida em dois eventos – Conferência e Workshop – esta Tarde temática dedicada ao tema da intervenção a nível da Prevenção e do Tratamento das Dependências destina-se a Técnicos de Saúde, Alunos de Medicina, Enfermagem, Psicologia e Sociologia da UBI – Universidade da Beira Interior, e ainda a Profissionais bem como Estudantes de Comunicação e Marketing da UBI – Universidade da Beira Interior.

Link Poster http://www.slideshare.net/Dianova/poster-covilha-2014 

14h30 | Conferência
Moderador: Dr. Vítor Sainhas, Director do Serviço de Psiquiatria e Saúde Mental do CHCB
Prelector: Dr. João Fatela, Coordenador do Centro de Respostas Integradas de Castelo Branco
Prelector: Dr.ª Cristina Lopes, Directora Técnica da Comunidade Terapêutica Quinta das Lapas da Dianova Portugal
Local: Auditório do CHCV

16h30 | Workshop “O Marketing na Prevenção das Toxicodependências”
Orador: Dr. Rui Martins, Director de Comunicação da Dianova Portugal
Local: Serviço de Ensino e Formação do CHCB

A participação é gratuita e a inscrição obrigatória junto do Gabinete de Eventos do CHCB para o email cme@chcbeira.min-saude.pt ou tel. 275 330 000 (ext. 10700)

Prémio Altran quer distinguir projectos tecnológicos para a inclusão social

Tem uma ideia inovadora para uma cidade? É um projecto de inclusão social que recorre à tecnologia e inovação? Será útil para a população em geral e aplicável a curto e médio prazo? Anuiu a cada uma das perguntas anteriores? Então, pode apresentar o que anda a magicar à Fundação Altran para a Inovação até dia 31 de Outubro. O prémio consiste em apoio tecnológico e científico durante seis meses para levar a cabo o seu projecto.

 

 

A primeira edição nacional do Prémio Altran versa sobre o tema “Tecnologia e Inovação ao serviço da Inclusão Social” e tem como objectivo o desenvolvimento e a aplicação de uma ideia de combate à exclusão, através de ferramentas que proporcionem oportunidades de acesso a bens e serviços a todo e qualquer cidadão.

Ao prémio poderão candidatar-se projectos nas áreas da comunicação, educação, mobilidade, saúde, higiene, formação e do emprego, alojamento e ambiente. Na área da educação, por exemplo, as ferramentas a desenvolver poderão centrar-se no combate ao insucesso escolar ou no acesso geral ao conhecimento. Por sua vez, na área da mobilidade, são valorizados projectos que garantam a autonomia de pessoas com limitações físicas e o acesso generalizado a infra-estruturas e transportes.

O concurso é destinado a pessoas de qualquer nacionalidade, ou a equipas provindas de escolas, universidades, empresas privadas, associações e centros de pesquisa públicos e privados portugueses ou cujo historial revele uma estreita colaboração com Portugal.

Entre os critérios de selecção, destacam-se a demonstração da viabilidade técnica e financeira do projecto, a prova da inovação e da utilidade do projecto para o público em geral, bem como da sua aplicação a curto e a médio prazo. Os candidatos devem ainda estabelecer um calendário provisório do projecto para os próximos três anos, e informar, no formulário de candidatura, qual o uso que pretendem fazer do apoio tecnológico dispensado pela Fundação Altran.

As candidaturas devem ser submetidas electronicamente até à meia-noite de 31 de Outubro, sendo que o seu envio não dispensa a apresentação oral dos projectos entre os meses de Novembro e Dezembro. No caso de dúvidas, durante a preparação do projecto e o processo de formalização da candidatura, os candidatos poderão recorrer ao apoio de um consultor da Altran, em regime de coaching. Uma das funções deste consultor é ajudar os candidatos a preparar a apresentação oral, servindo ainda de mediador entre o candidato e a fundação.

O júri é composto por especialistas independentes com competências no tema escolhido para a edição deste ano, provindos das áreas da investigação, política, ensino, indústria, sendo que nenhum colaborador da Altran poderá ser jurado.

A Fundação Altran para A Inovação, criada em 1996 pelo Altran Group, tem como objectivos centrais “apoiar e promover a inovação tecnológica para o benefício humano”. O apoio no desenvolvimento dos projectos inclui as áreas de especialidade da Altran, como o desenvolvimento tecnológico, o design, a propriedade intelectual, a gestão de projectos, a optimização de custos, a pesquisa de parceiros, o marketing e a comunicação.

Este é a primeira vez que o concurso é lançado a  nível nacional. Os vencedores de cada país a concurso terão oportunidade de participar na final internacional, a ser realizada em Paris.

Os países participantes são, além de Portugal, a Bélgica, França, Alemanha, Itália, Espanha, Suíça e o Reino Unido.

Centro de Formação Dianova e Universidade Lusófona celebram Protocolo de Cooperação na área da Formação e Empregabilidade

O Centro de Formação Dianova (http://formacao.dianova.pt uma das Unidades que alia propósito social e sustentabilidade da Dianova Portugal) e a Universidade Lusófona, no seguimento do Protocolo de Cooperação assinado entre ambas as Organizações, promovem o projecto «Competências Transversais: + Formação + Competências» (ver Cartaz http://www.slideshare.net/Dianova/cartaz-competencias-transversais-dianova-lusofona )

Cientes de que o aumento de competências transversais no seio de alunos do Ensino Superior potencia mais e melhores oportunidades de emprego, este projecto visa principalmente o desenvolvimento das Soft Skills (também designadas competências sociais e/ou relacionais) omitidas nos Currículos das Licenciaturas e Mestrados que privilegiam as áreas técnicas. No entanto, consideraram-se também fundamentais as competências intermédias em Gestão de Projectos e Tecnologias de Informação e Comunicação dado serem instrumentos indispensáveis e requisito preferencial no acto de recrutamento nas Empresas/ Organizações.

Os Planos de Formação dos Cursos foram concebidos e avaliados pelo Centro de Formação da Dianova, obedecendo aos critérios de rigor e qualidade exigidos pela Direcção Geral do Emprego e das Relações do Trabalho e pelo próprio Sistema de Gestão da Formação desta Unidade, consistindo esta oferta formativa em Acções de Formação Certificada.

Os(as) Alunos(as) / Formandos(as) poderão encontrar em Cursos como «Gestão Eficaz de Reuniões», «Gestão da Motivação e Estilos de Liderança», «Coaching e Mentoring para Gestores», «Técnicas de Comunicação em Público», «Comunicação Interna: como ouvir, informar e envolver o/a Colaborador/a», entre outros, as ferramentas que necessitam para marcar a diferença no mercado de trabalho tanto no Sector Empresarial como no Terceiro Sector.

As Empresas/ Organizações sairão beneficiadas com a retenção de talentos que procuram na aquisição de competências transversais, a polivalência necessária a um desempenho exímio da sua actividade profissional.

Apresentar soluções criativas para problemas identificados; pro-actividade na construção da identidade corporativa; actuar com sensibilidade e rigor na Gestão de Pessoas; planear e executar projectos de trabalho eliminando desperdiçadores de tempo e de outros recursos, são actos que os beneficiários destas acções replicarão no mercado laboral.

Para além do reforço da empregabilidade e da valorização pessoal dos estudantes do Ensino Superior, este projecto concretiza uma aliança sustentável entre o sector da Educação e o sector da Formação Profissional, associando a qualidade dos especialistas do primeiro, ao know-how e à percepção das necessidades formativas dos diferentes sectores económicos que o segundo detém.

As acções de formação a desenvolver encontram-se também abertas para público externo à Universidade Lusófona, sendo que se deverão respeitar os seguintes requisitos:
– 12º ano de escolaridade (ou experiência profissional de relevo);
– Mínimo 18 anos de idade;
– Activos empregados ou à procura de emprego.

Dianova e Universidade Lusófona: uma Parceria de Futuro, com Futuro!

Mais info em http://competencias.ulusofona.pt

Revista EXIT n.25 Educação, Valores e Cidadania

View more documents from Associação Dianova Portugal.

Contribua solidariamente para levar água e luz ao colégio Las Marias

A Rede Dianova encontra-se a levar a cabo uma campanha de solidariedade internacional de apoio ao colégio Las Marias associado da Rede de Escolas UNESCO na Nicarágua,  materializada num concerto solidário de Música Clássica a cargo da Orquestra Santa Cecilia, que terá lugar dia 29 de Outubro (6ªfeira) pelas 22h00 no Auditorio Nacional em Madrid, Espanha.

Veja o Programa do Concerto: http://www.llevareluzyagua.org/?page_id=44

Para mais informações, detalhes e formas de contribuir visite o site da campanha www.llevareluzyagua.org .

 Não tem oportunidade de assistir e gostaria de contribuir para levar água e luz às 400 crianças do Las Marías? Colabore com a fila 0 através do link:

http://fila0.llevareluzyagua.org/epages/llevareluzyagua.sf/?ObjectPath=/Shops/Llevareluzyagua/Products/Fila0/SubProducts/Fila0-0001

 A fila 0 foi criada para poder levar o seu contributo ao projecto de reabilitação dos sitemas de água e luz do Colégio Las Marías da Dianova na Nicarágua, associada da Rede de Escolas UNESCO, permitindo que mais de 400 meninos e meninas beneficiem anualmente dos programas educativos para continuarem os seus estudos e desenvolver o seu potencial humano.

 A Rede Dianova agradece a sua solidária colaboração!

Levaremos água e luz!

Ano letivo arranca hoje

Mais de um milhão e meio de alunos começam hoje a chegar às escolas, quando ainda se discute em vários pontos do país se os estabelecimentos de ensino são para manter ou fechar.

Mais de um milhão e meio de alunos, de acordo com estimativas do ano passado, começam hoje a chegar às escolas, quando ainda se discute em vários pontos do país se a escola do 1.º Ciclo é para manter ou fechar.  
 
A polémica em torno do reordenamento escolar e a transferência dos alunos para novos centros escolares chegou à abertura do ano letivo sem que tenha sido alcançado um acordo universal com as autarquias abrangidas.  
 
Na terça feira, enquanto a ministra reafirmava que o plano anunciado e publicado é para manter, admitindo haver ainda “um ou outro caso” por resolver, a Associação Nacional de Municípios Portugueses reunia o conselho diretivo, que decidiu pedir mais uma reunião ao ministério por ter indicação de que algumas escolas “foram encerradas sem o consentimento dos municípios”, contrariamente ao que foi protocolado.  

Contenção orçamental 

 

Além de uma rede em transformação a pensar na adequação à escolaridade obrigatória de 12 anos, o ano letivo começa com esperanças renovadas de pais e alunos, mas sob o signo da contenção orçamental para os responsáveis do Ministério da Educação, que terão de gerir recursos sob o olhar atento de sindicatos e famílias.  
 
Em julho, a ministra da Educação, Isabel Alçada, e o ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, assinaram um despacho de criação de um grupo de trabalho para acompanhar a implementação das medidas do setor da Educação previstas no Orçamento do Estado, bem como propor outras medidas que promovam “a eficiência e eficácia” dos serviços prestados no âmbito dos ensinos básico e secundário.
 
A abertura do ano letivo decorre até dia 13 nas várias escolas do ensino básico e secundário.  Expresso

+Ler notícia: http://aeiou.expresso.pt/ano-letivo-arranca-hoje=f602663