Aumento da idade mínima da reforma provoca greve geral em França

Os franceses protestam esta terça-feira contra o aumento da idade mínima da reforma, de 60 para 62 anos. Esta é a principal medida da reforma do sistema de pensões apresentado por Nicolas Sarkozy, que é hoje discutida no Parlamento.

Os transportes devem ser o sector mais afectados pela paralisação, que deverá conduzir dois milhões de pessoas para as ruas, em protesto, segundo as estimativas.

A medida, se for aprovada, entrará em vigor em Julho de 2011. A idade mínima da reforma será então adiada quatro meses todos os anos, até atingir os 62 anos em 2018. O Executivo francês espera assim poupar 18,6 mil milhões de euros por ano ao Estado. A Bola

+Ler notícia: http://www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=221156

Anúncios

Centenas de pessoas manifestam-se em Lisboa contra medidas de austeridade

Centenas de pessoas desfilam, esta quinta-feira à tarde, a partir do rossio e pelas ruas da Baixa de Lisboa, num protesto marcado pelo PCP contra as medidas de austeridade adoptadas pelo Governo.

De acordo com o Jornal de Notícias, a manifestação está a ser liderada pelo secretário-geral comunista Jerónimo de Sousa e outros líderes do partido.

«O custo de vida aumenta, o povo não aguenta», «o país não se endireita com a política de direita» e «o PEC (Programa de Estabilidade e Crescimento) está mal, só interessa ao capital», são algumas das palavras de ordem gritadas pelos manifestantes. A Bola

+Ler notícia: http://www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=210509