“2013 Cone Communications Social Impact Study”

O “2013 Cone Communications Social Impact Study”, que destaca as atitudes, percepções e comportamentos dos americanos em torno do apoio corporativo de questões sociais e ambientais, revela observações críticas para os profissionais de Marketing e de Responsabilidade Social Corporativa (RSC) , incluindo:

• O facto de o entusiasmo dos consumidores norte-americanos para fazerem compras de forma consciência nunca ter sido tão forte, uma vez que estes se questionam quanto ao impacto tanto corporativo e individual das suas compras;

• Os hispânicos emergirem como um dos segmentos de consumidores mais socialmente conscientes e activamente envolvidos, sinalizando um esforço de envolvimento público para com os esforços de RSC;

• Os media serem cada vez mais um meio obrigatório para veicular a informação e envolver os consumidores em torno de assuntos e iniciativas, uma vez que cada vez mais os consumidores procuram espaços online para obter informações relativas à RSC.

Quatro conclusões mais importantes do estudo:

A procura por parte dos consumidores por Causas atingiu um patamar mais elevado:

– 54% dos consumidores norte-americanos compraram um produto associado a uma Causa ao longo dos últimos 12 meses, aumentando 170% desde 1993;
-89% são susceptíveis de mudar de marca para uma associada a uma Causa, dado o preço e a qualidade comparável, saltando quase para 35% desde 1993;
– 91% quer ainda mais os produtos e serviços que eles usam para apoiar Causas sociais;
-88 % quer ouvir como as empresas estão apoiando questões sociais e ambientais.

A alta procura vem com grandes expectativas para o impacto – e as dúvidas sobre o impacto corporativo persistem:

– 16% dos americanos acreditam que as empresas têm tido um impacto positivo significativo sobre questões sociais ou ambientais;
– 25% acredita que as suas próprias compras influenciam substancialmente as questões sociais ou ambientais.

Consumidores multiculturais emergem como actores críticos, com os hispânicos a liderar o caminho:

-94 % dos hispânicos são susceptíveis de mudar de marca para uma associada a uma boa Causa (vs. 89% da população geral dos EUA);
– Os hispânicos são mais propensos a considerar o apoio de uma empresa de questões para decidir: o que comprar (86% vs 82%), onde trabalhar (80 % vs 71%) e onde investir 70 % vs 60%);
-Os hispânicos vão frequentemente mais além do registo de doar (70 % vs 65%) , voluntário (47% vs 42%) e defesa em nome de empresas (43% vs 38%).

Millennials crescem como proponentes de Causas apesar de um olhar crítico:
– 78% dos Millennials consideram compromissos de responsabilidade social de uma empresa antes de decidir onde trabalhar (contra 71% da população geral dos EUA);
-64% usa os media para resolver ou se envolver com as empresas em torno de questões sociais ou ambientais (vs. 51% da população em geral);
– 26% vão compartilhar informações negativas sobre empresas e questões com que se preocupam (vs. – 20% da população geral dos EUA)

Ver relatório completo em: http://www.conecomm.com/2013-social-impact

 

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s