Outubro é o Mês Europeu da Cibersegurança

 

Arranca hoje o Mês Europeu da Cibersegurança. A iniciativa conta com a agência europeia ENISA na assessoria, que pretende transformá-la num “instrumento eficaz de consciencialização sobre os desafios da segurança da rede e da informação”. No âmbito deste certame, em Portugal está agendado para esta quinta-feira o “Infosec Day”.

 

“Os incidentes de segurança na rede raramente são reportados, mesmo que possam afectar milhões de pessoas ou negócios”. Era esta a principal conclusão do relatório Cyber Incident Reporting in EU, realizado pela ENISA (European Network and Information Security Agency), agência da União Europeia para a área da cibersegurança, publicado em Agosto e divulgado pela Dianova.

O secretismo que envolve estes incidentes era identificado neste documento, no qual era ainda analisada a legislação europeia em vigor em matéria de segurança na rede: “Os incidentes cibernéticos são a maioria das vezes mantidos em segredo e, quando descobertos, deixam os clientes e os decisores políticos no escuro quanto à frequência, ao impacto e à origem”, afirmaram os co-autores do documento, Marnix Dekker e Christoffer Karsberg.

Um mês depois da publicação deste relatório crítico, a ENISA está a assessorar a implementação e a organização deste certame, internacional, de duração mensal, que tem como mote a deixa “Seja consciente, esteja seguro” [“Be Aware, be safe”].

O conceito deste “Mês da Cibersegurança” foi inspirado em projectos semelhantes ocorridos noutros pontos do globo, referindo o site da ENISA que “um dos elementos mais críticos para o sucesso desta actividade será desenvolver uma estrutura e um esquema de coordenação eficaz entre as entidades participantes”.

Este projecto está em linha com a produção do grupo de trabalho União Europeia/Estados Unidos, em matéria de cibercrime e cibersegurança, saída da Cimeira da União Europeia/Estados Unidos, que decorreu em Lisboa a 20 de Novembro de 2010.

 

“Infosec Day” ou as novas tendências de cibersegurança em discussão

Em Portugal, a Shadowsec, a UNICRI (Instituto de Investigação Inter-regional de Crime e Justiça das Nações Unidas) e o Gabinete Nacional de Segurança prepararam quatro dias de workshops alusivos ao tema (entre hoje, 1, e quinta-feira, 4) e uma jornada de intervenções de peritos no chamado “Infosec Day”, que chega à segunda edição neste ano.

As oficinas versam, por exemplo, sobre as parcerias público-privadas no combate ao Cibercrime e as Investigações Digitais (amanhã, dia 2, com Giuseppe Vaciago, da UNICRI) ou a Protecção de Dados (quarta-feira, dia 3, com João Ribeiro, da Comissão Nacional de Protecção de Dados).

Já dia 4, estarão em discussão as principais tendências nacionais e internacionais sobre cibersegurança. Entre os oradores estarão Maria José Morgado, magistrada do Ministério Público, a falar sobre a legislação do Cibercrime, e Francesca Bosco, da UNICRI, a apresentar a estratégia deste instituto para combater as “ciber-ameaças”.

Veja o programa completo do Infosec Day aqui.

Pode ler mais sobre a Campanha de Consciencialização “Stop.Think. Connect” aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s