PLANO NACIONAL PARA A REDUÇÃO DOS PROBLEMAS LIGADOS AO ÁLCOOL 2010 – 2012

Desde muito cedo na História da Humanidade que o consumo de álcool aparece ligado, quer aos rituais religiosos, quer a rituais de celebração de natureza secular. Isto acontece em inúmeras civilizações e a esse consumo não serão alheios os efeitos psicoactivos que pode provocar.Até à Idade Média, os europeus consumiam bebidas como o vinho e a cerveja, cujo processo de fabrico se fazia apenas por fermentação. Com a introdução do processo de destilação, pelos Árabes, passaram a produzir-se bebidas de mais elevado teor alcoólico. A partir do século XVI, com a expansão colonial, este tipo de bebidas torna-se um produto comercial de grande importância, que se destacou com a Revolução Industrial e com o desenvolvimento de novas tecnologias de produção e conservação. A partir do Século XIX, acompanhando o aumento da oferta, assiste-se à generalização do consumo.
Assim, ao longo dos tempos, o álcool adquiriu uma dupla importância e um duplo significado: por um lado, enquanto substância de carácter quase mágico, com um papel de celebração, de ritualização, de aproximação, prazer e libação; por outro lado, enquanto fonte de receita e produto comercial de elevado valor, factor de desenvolvimento económico para alguns países.
Actualmente, na sociedade global em que vivemos, o elevado nível de sofisticação que as tecnologias de produção adquiriram está na base do desenvolvimento de uma indústria significativa à escala mundial, importante nas trocas comerciais internacionais, o que potencia a relevância económica das actividades ligadas à produção e comercialização das bebidas alcoólicas
Entretanto, banalizou-se o consumo de álcool, registando-se também novos padrões de consumo. Para além do uso tradicional, generalizou-se um consumo muito ligado a locais e ambientes de diversão, caracterizado pela ingestão de grandes quantidades em curto espaço de tempo com o objectivo de causar embriaguez, supostamente facilitadora de desinibição social e de aproximações sexuais, com consequências sérias do ponto de vista de saúde pública.

Ler o plano completo em: idt.pt

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s