Conferência sobre Sida: Prevenção, Informação e Diagnóstico

O presidente da Associação para o Estudo Clínico da Sida e director do Hospital Joaquim Urbano, Paulo Sarmento e Castro, defendeu hoje a generalização do teste VIH a nível nacional, seguindo, assim, o exemplo de países como a França que estão a apostar na realização de rastreios à população.
“É preciso generalizar a realização de testes de HIV a nível nacional” para mais precocemente se tratar a doença, declarou Paulo Sarmento e Castro na Conferência Sida Prevenção, Informação e Diagnóstico, que se realizou hoje de manhã no Centro Cultural de Belém.
Paulo Sarmento e Castro destacou os enormes avanços que a doença tem conhecido em Portugal, mas há ainda muita coisa que falta fazer. “É preciso insistir na prevenção; é preciso convencer as pessoas a fazer o teste, discutindo-o com o seu médico no centro de saúde”, sublinhou. Mas o presidente da Associação para o Estudo Clínico da Sida não esqueceu a cooperação e nesse sentido pediu um compromisso para que todas as estruturas se mobilizem na luta contra o vírus VIH/Sida em África e em algumas zonas da Ásia, onde falta ainda muita coisa. A título de exemplo, disse que em Moçambique apenas um terço dos portadores do vírus da sida recebem tratamento e que 16 por cento das grávidas estão infectadas.

Ler o resto da notícia em: publico.pt

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s