Revista de imprensa.

De forma a evitar a transmissão de VIH e hepatite C, utilizadores terão acesso a palhinhas e cachimbos gratuitos
Depois da troca de seringas, a Coordenação Nacional para a Infecção VIH/sida vai distribuir um novo kit de prevenção da doença em 2011,a que chamou Kit Snif. Como o nome indica, é um conjunto de materiais assépticos para consumir droga inalada, como a cocaína. Em breve, vai ser testado outro kit, mas com cachimbos e boquilhas descartáveis.

Ler o resto da notícia em: dn.pt

Os técnicos da associação ‘ARRISCA’ encontram alguns deles completamente embriagados pelas três e quatro horas da madrugada deitados nas ruas de Ponta Delgada. Grande parte utilizou o dinheiro que os pais lhes deram no consumo de álcool. Ao todo, segundo um estudo do sociólogo Alberto Peixoto, agora tornado público, são 32 mil as crianças açorianas que bebem regularmente álcool. Este é um dos dramas da sociedade açoriana.
Dos cerca de 136 mil açorianos que bebem hoje regularmente álcool, 24,5% têm menos de 15 anos revela um estudo do sociólogo Alberto Peixoto tornado agora público. Contas feitas, há cerca de 32 mil crianças (menos de 15 anos) a consumir regularmente álcool nos Açores.

Ler o resto da notícia em: Correio dos Açores

É, dizem, um trabalho extremamente desgastante. No Centro de Atendimento a Toxicodependentes (CAT), uma pequena equipa tenta, todos os dias, dar aos toxicodependentes uma hipótese para terem uma vida melhor. A paixão com que o fazem faz esquecer todas as dificuldades. “É um trabalho que vicia”, diz Maria de Jesus Pereira, directora do CAT de Matosinhos.
Durante anos, o único ponto onde os toxicodependentes recebiam algum tipo de apoio situava-se no Centro de Estudos e Profilaxia da Droga (CEPD), na Avenida da Boavista. No entanto, rapidamente as suas instalações se tornaram manifestamente insuficientes. Havia, então, a necessidade de descentralizar o apoio aos toxicodependentes, nomeadamente por mais concelhos da Área Metropolitana do Porto. À solução encontrada deram-lhe o nome de Centro de Atendimento a Toxicodependentes. Espaços onde o toxicodependente é atendido por profissionais e onde inicia o tratamento consoante a sua situação.

Ler o resto da notícia em: Matosinhos Hoje

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s