Desafio à inércia é importantíssimo em Portugal

As palavras são de Jorge Sampaio, que encerrou a 1ª Assembleia Geral de Investidores Sociais, promovida esta 2ª feira em Lisboa no âmbito do aniversário da Bolsa de Valores Sociais. O projecto, que visa “converter” organizações sociais em “laboratórios” que produzam vacinas contra a pobreza e a exclusão social, actuando nas causas e não nas consequências, ficou aquém dos objectivos traçados para o seu primeiro ano de actividade em Portugal. Mas a meta para 2011 é duplicar todos os resultados

A Bolsa de Valores Sociais (BVS), iniciativa que replica o ambiente de uma Bolsa de Valores em benefício de Organizações Sociais, angariou 250 mil euros no seu primeiro ano de actividade. A iniciativa apoiada pela Euronext Lisbon, Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação EDP e Caixa Geral de Depósitos não conseguiu, através das “acções sociais” adquiridas pelos doadores nos 22 projectos actualmente cotados, atingir a meta inicialmente traçada: angariar quinhentos mil euros em 2010.

Estes resultados ficam, pois, abaixo das expectativas desta que é a segunda Bolsa de Valores Sociais do mundo e a primeira da Europa (inspirando-se na original BVS criada em 2003 no Brasil, para a BOVESPA e constituindo um piloto para as demais Euronext, em Amesterdão, Bruxelas, Paris e Nova Iorque), o que não permitiu a nove das 22 organizações cotadas arrancarem com os seus projectos.

Ler o resto da notícia em: ver.pt

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s