IDT mantém secreta esperança que Governo reconsidere algumas dispensas

João Goulão, presidente do Instituto da Droga e Toxicodependência (IDT), acalenta expectativas para que alguns dos 200 trabalhadores, anunciados como excedentários, se mantenham em funções nos quadros. Esta via de excepção inclui alguns dos psicólogos, técnico de apoio social e enfermeiros que aguardarão a resposta do Ministério da tutela quanto à possibilidade da manutenção do seu serviços, dependendo da reorganização em curso do IDT. As admissões estão fora de hipótese.

Apesar do baixo nível de afectação do instituto nos cortes orçamentais em comparação com outros organismos públicos, continua a ser bastante díficl determinar quantos dos 60 serviços de atendimento podem encerrar ou ser transferidos. No entanto, a reestruturação é para avançar embora possa sofrer alterações face ao levantamento que está a ser feito a nível regional.

“Estamos a trabalhar no pior cenário, até é possível que haja capacidade de manter alguns destes trabalhadores”, apontou o líder do IDT. Inevitável será o encerramento do CAT do Restelo, com a respectiva equipa a transitar para Oeiras.

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s