Portugal regista o maior número de toxicodependentes envelhecidos da Europa

No seguimento da leitura do mais recente relatório do Observatório Europeu das Drogas e da Toxicodependência (OEDT), Portugal tem a maior percentagem de consumidores de drogas em início de programas de tratamento com mais de 40 anos. Numa referência que é considerada por Roland Simon, um dos peritos responsáveis pelo documento, como “nem é boa nem é má”, cerca de 28 por cento dos novos utentes dos serviços de tratamento do país, têm aquela faixa etária. Isto significa que tanto pode incluir uma menor admissão de jovens a tratamento como os efeitos positivos das políticas de redução de dados que se têm vindo a multiplicar no país e no resto da Europa ao longo da última década.

Roland Simon prefere destacar o facto de estes dados chamarem a atenção para a necessidade de políticas de atendimento aos casos de consumidores desta faixa etária, porque os problemas de droga não têm limite de idade mas agravam o processo de envelhecimento e complicações imunitárias do consumidor. O caso português também se explica, em grande parte, devido ao facto de o consumo de drogas com a heroína se ter tornado um problema nos países do Sul da Europa muito antes do mesmo se verificar na Europa Central e Oriental.

Mais informações em:

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s