PCP opõe-se ao fecho da unidade do IDT em Gaia

O suposto encerramento da unidade de Vila Nova de Gaia do Instituto da Droga e Toxicodependência (IDT), já aqui documentado anteriormente,  mereceu os mais rasgados protestos, por parte do Partido Comunista Português (PCP).  Os comunistas questionaram a ministra da saúde, Ana Jorge, sobre os motivos que levaram o Governo a encerrar aquela unidade, num documento subscrito pelos deputados Honório Novo e Paula Santos. Salientar que esta célula de Gaia acompanha mais de 900 utentes.

“Que medidas vai o Governo tomar ou que pretende tomar para encontrar soluções alternativas que permitissem o funcionamento desta unidade em Vila Nova de Gaia? Porque não considera, sequer, a utilização de instalações que têm sido oferecidas gratuitamente ao Ministério da Saúde ou, então, a utilização de antigas instalações hospitalares em Vila Nova de Gaia”, lesse no manifesto. Para finalizar, Os deputados querem ainda saber se “o Governo não considera que a redução e centralização de serviços do IDT será negativo para o combate à toxicodependência, aos problemas ligados ao álcool e se não contraria as orientações políticas nesta área”.

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s