“Como as drogas, acabava por ser uma forma de distanciar-me das pessoas”

Excerto da entrevista a Filipe Faísca, estilista português, publicada na revista Única – Expresso, 21-08-2010, onde assumiu de forma franca e sensibilizadora o seu passado com consumos de droga – cocaína – e álcool.

Mas chegou um momento em que disse chega. Porquê

Percebi que tinha batido no fundo, que estava a ultrapassar os meus limites. Foi rápido. Toquei numa zona muito quente mas não me queimei. Sobretudo temi a questão da minha sanidade mental. Esses são processos de grande sofrimento.

Pediu ajuda?

Sim. As drogas criam uma solidão enorme. É precisamente o contrário do que se quer: consumimos para pertencer ao mundo. Sobretudo a minha droga de eleição, a cocaína. Fala-se imenso, sentimo-nos iluminados. Há uma sensação de clarividência.

Dava-lhe força para criar?

Não, tirava-me imensa energia. Eu queria comunicar e socializar, mas sentia-me cada vez mais isolado. E distanciado de mim, o que é um grande problema.

Foi complicado voltar a ter disciplina?

É um processo de aprendizagem. Eu não sabia o que eram os sentimentos, a diferença entre ansiedade e angústia, o que era raiva ou auto-estima. Devíamos aprender isso no liceu.

Viu pessoas que não pararam?

Sim, foi o pior. Tive amigos que morreram neste processo. É mais violento do que lidar com o seu próprio crescimento: lidar com pessoas que não querem parar.

É preciso ter vigilância diária?

Sim, mas já voltei a beber álcool. O problema é perceber que quando ligamos o prazer à culpa cria-se uma dialéctica explosiva. Mas eu já consegui desculpabilizar o meu álcool.

E voltou à droga?

Nunca mais lhe posso tocar. Mas atenção: o álcool é a droga mais perigosa, por ser a mais acessível e a mais socialmente aceite. Está ali ao lado – e os danos causados pelo álcool são dramáticos.

(…) é uma doença. Mas, sempre que me perguntarem sobre este tema, vou falar honestamente, para alertar as pessoas.

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s