Empresas controlam acesso ao Facebook

O Ikea é uma das empresas que já monitoriza o acesso dos seus colaboradores à Internet.

O ritual repete-se todos os dias. Chega ao escritório, liga o computador, descarrega os ‘emails’, abre a internet… e liga-se ao Facebook. O gesto faz parte da rotina de milhares de funcionários, que perdem pelo menos meia hora por dia nas redes sociais. Só que a falta de produtividade custa dinheiro: em concreto, cerca de 1,5 mil milhões de euros por ano só no Reino Unido, segundo conclui um estudo da consultora Morse.

Na Europa ainda não se chegou à tendência de cortar o acesso às redes sociais no local de trabalho, como já acontece em países como os Estados Unidos, mas algumas empresas estão a começar a limitar o uso do Facebook ou Twitter no local de trabalho ou a monitorizar o tempo que os seus funcionários – produtivos ou improdutivos – passam nas redes sociais. Diário Económico

+Ler notícia: http://economico.sapo.pt/noticias/empresas-controlam-acesso-ao-facebook_96831.html

+Ler notícia “Twitter and social networks cost UK businesses” (Morse): http://www.morse.com/press_20.htm

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s