Portugal perdeu 170 mil empregos

Criação de postos de trabalho tem que crescer 4% até ao final de 2011 para regressar a níveis do último trimestre de 2007.

Portugal precisa de 170 mil novos empregos para anular os efeitos da crise no mercado de trabalho. Segundo o relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) ontem divulgado, o emprego terá que crescer 4% em Portugal até ao final de 2011 para regressar a níveis do último trimestre de 2007. Para atingir o mesmo objectivo na União Europeia, o emprego terá que acelerar 2,7% e 3,1% na Zona Euro. No conjunto dos países da OCDE será necessário criar nada menos de 17,8 milhões de postos de trabalho, 4,6 milhões dos quais na UE.

Dos 31 países da OCDE, é a Irlanda que necessita fazer o maior esforço de criação de emprego (19,8%), seguida de Espanha (10,7%) e Grécia (7,1%). A Islândia surge em quarto lugar, tendo que subir o emprego em 7%, seguida dos EUA (5,5%), Dinamarca (4,7%), Suécia (4,2%) e só depois Portugal.

Os autores do relatório “Perspectivas de Emprego 2010” constatam que a recessão foi apenas um dos factores para a degradação do mercado de trabalho nos países da OCDE. Diário Notícias

+Ler notícia: http://dn.sapo.pt/bolsa/emprego/interior.aspx?content_id=1613018

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s