Concelho vai ter comissão municipal para a prevenção das toxicodependências

A Comissão Municipal de Oliveira de Azeméis para a Prevenção das Toxicodependências (CMPT) é formalizada a 25 de Junho, no dia em que se assinala a luta contra o abuso e o tráfico ilícito de drogas.

O protocolo que viabiliza a criação do novo organismo é assinado às 14h00 no pavilhão municipal dando início às comemorações promovidas pela autarquia.

A CMPT integra 14 entidades e visa desenvolver políticas de prevenção, informação, sensibilização e formação na área das toxicodependências.

O programa comemorativo é da responsabilidade da autarquia, em parceria com a Associação Dianova Portugal (Projecto SOLIS), Associação Desafio Jovem, Santa Casa da Misericórdia de Oliveira de Azeméis (Equipa Soltar Amarras), núcleo de Cucujães da Cruz Vermelha Portuguesa e Centro Social e Paroquial de Nogueira do Cravo.

+Ler notícia: http://www.cm-oaz.pt/noticias.6/accao_social.15/concelho_vai_ter_comissao_municipal_para_a_prevencao_das_toxicodependencias_.a1108.html

Anúncios

Evento Anual da European Action On Drugs

Realiza-se a 24-25 de Junho o evento anual da European Action On Drugs, uma iniciativa da Direcção-Geral de Justiça, Liberdade e Segurança da UE que pretende congregar compromissos das Organizações (públicas, privadas e sociedade civil) dos 27 estados membro da União Europeia. A Dianova Portugal irá participar neste evento, como nova signatária da EAD.

+Site European Action On Drugs: http://ec.europa.eu/ead/html/index.jsp

+Site da DG Justiça, Liberdade e Segurança: http://ec.europa.eu/justice_home/fsj/drugs/fsj_drugs_intro_en.htm

O consumo cai e o investimento mantém-se negativo. Portugal só sai da recessão em 2012, diz a Ernst & Young

A economia portuguesa só deverá sair da recessão em 2012, a confirmarem-se as previsões de Verão da Ernst & Young, a que o PÚBLICO teve acesso.

Apesar do “inesperado” crescimento de 1,1% registado no primeiro trimestre, avisa a consultora, esta dinâmica económica não irá manter-se no resto do ano nem no próximo, influenciada negativamente pela crise da dívida na zona euro e pelo programa de consolidação orçamental que o Governo colocou em curso.

O outlook para Portugal que a Ernst & Young hoje divulga aponta para um recuo de 1,1% do produto interno bruto (PIB) este ano, a que se seguirá uma recessão ainda mais profunda em 2011 (1,5%). O regresso a um cenário de crescimento só acontecerá em 2012, com a riqueza gerada em Portugal a conseguir um incremento de 1,1% face ao ano precedente.

Este quadro constitui um completo banho de água gelada face às previsões do Governo e do Banco de Portugal. No Plano de Estabilidade e Crescimento (PEC) que entregou em Bruxelas, o executivo aponta para um crescimento de 0,7% este ano e de 0,9% em 2011. Já o banco central é menos optimista, apontando para um ganho do PIB de 0,4% no ano em curso e de 0,8% no que vem.

Uma das ameaças que a Ernst salienta como entrave ao desenvolvimento do quadro macroeconómico é justamente o plano de austeridade que o Governo foi obrigado a implementar. A consultora refere que as medidas ao nível fiscal e social vão reduzir o rendimento disponível dos portugueses e, numa situação de desemprego a atingir o pico máximo de 11,8%, o consumo privado vai sofrer as naturais consequências. Público

+Ler notícia: http://economia.publico.pt/Noticia/portugal-so-sai-da-recessao-em-2012-diz-a-ernst–young_1443417

Portugal destaca se na troca de seringas

Portugal é um dos países do mundo com mais sucesso na troca de seringas por utilizadores de drogas injectáveis. De acordo com o Relatório Mundial da Droga de 2010 da ONU, apenas 11 países em todo o mundo ultrapassam as 150 seringas anuais por utilizador e Portugal é um deles juntamente com países como Inglaterra, Irlanda, Holanda, Noruega, Áustria, Suíça ou Austrália.

Dados Mundiais:

  • Heroína. Mais de 50% de uma lista de 19 países registaram mais mortes por uso de opiáceos
  • Droga injectável. VIH/SIDA. No caso de Portugal (com 15,6%), como em Espanha, Itália ou França, há uma elevada prevalência de VIH entre utilizadores de drogas injectadas
  • Tratamento. 38.532 tratamentos realizados em Portugal no último ano
  • Ranking. Portugal está em 13º lugar no uso de droga entre os 15 e 64 anos (5 a 6%). Diário de Notícias

+Ler notícia: http://www.mynetpress.pt/pdf/2010/junho/2010062420c002.pdf

+Relatório 2010 UNODC: http://www.unodc.org/documents/wdr/WDR_2010/World_Drug_Report_2010_lo-res.pdf

Peru ultrapassa Colômbia e torna se no principal produtor mundial de folhas de coca

A rota da cocaína para a Europa está a aumentar a instabilidade em África, diz a ONU.  No Peru a plantação de coca ocupa 60 mil hectares.

Peru ultrapassou a CoOlômbia e é hoje o principal produtor de folhas de coca, a matéria prima para a cocaína. Mesmo com a produção mundial a diminuir, o tráfico desta droga para a Europa através da África Ocidental tem aumentado. Por outro lado, os consumidores de drogas sintéticas são hoje mais do que os de cocaína e heroína em conjunto, concluiu o relatório anual apresentado ontem pelo gabinete da ONU para a Droga e a Criminalidade UNODC.

Consumo de droga:

  • 88.000 milhões de dólares é quanto vale o mercado de cocaína. Só o dos EUA vale 37.000 milhões.
  • 89% da heroína é produzida no Afeganistão. A Europa Ocidental é  principal mercado (26%), seguida da Rússia (21%) e da China (21%).
  • 4.1 milhões de pessoas consomem cocaína na Europa e 5.3 milhões nos EUA
  • 20% foi o aumento em 2008 dos laboratórios clandestinos que fazem anfetaminas ou ecstasy. Público

+Ler notícia: http://www.mynetpress.pt/pdf/2010/junho/2010062420c086.pdf

+Site UNODC: http://www.unodc.org/

+Relatório UNODC: http://www.unodc.org/documents/wdr/WDR_2010/World_Drug_Report_2010_lo-res.pdf