Crise favoreceu fusão associativa

A nova CIP – Confederação Empresarial de Portugal vai incorporar a componente de representação da AEP e AIP.

“A gravidade da situação das empresas e do País” tornou urgente uma efectiva união de esforços para a criação de uma só voz na representação associativa industrial. É assim que o presidente da Confederação da Indústria – que vai dar origem a um novo organismo de cúpula, a CIP – Confederação Empresarial de Portugal, que chamará a si toda a componente de representação industrial das associações AEP e da AIP – justifica que a fusão, tantas vezes tentada sem sucesso, possa agora avançar: “O enquadramento económico que vivemos aconselha a que olhemos mais para a realidade das empresas e da economia do que, porventura, para protagonismos de qualquer espécie”.

António Saraiva invocou, ainda, a “maturação natural do projecto e a relação pessoal e de confiança entre os dirigentes, que facilitou o diálogo aqui e ali”. A nova confederação, ontem apresentada, assumirá as funções institucionais, de representação e de lobby até agora desenvolvidas pelas três entidades associativas. Seguem-se as alterações de estatutos, mas o objectivo é que em Outubro esteja no terreno. DN Economia

+Ler notícia: http://dn.sapo.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=1599537

Deixe um comentário

Ainda sem comentários.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s