Governação económica europeia deverá arrancar no próximo ano

Os líderes da União Europeia (UE) chegaram hoje a acordo, em Bruxelas, sobre a governação económica do bloco europeu, que deverá ser uma realidade já em 2011, segundo indicou o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso. Entretanto, o primeiro ministro português, José Sócrates, mostrou-se satisfeito com o reforço da governação económica acordado pelos 27.

“Chegámos a acordo sobre algumas das mais importantes orientações” nesta matéria, disse José Manuel Durão Barroso, salientando que o sistema de governação bancária “deverá estar pronto” no próximo ano.

O líder do executivo comunitário comprometeu-se, na conferência de imprensa no final da cimeira, a apresentar linhas gerais de um programa até ao final do mês e propostas concretas em setembro.

Governação “pragmática e operacional”

A solução encontrada pelos 27 para a governação económica da UE é, no entender do presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, pragmática e operacional.

“Decidimos ser pragmáticos e operacionais”, disse Van Rompuy na conferência de imprensa final da cimeira, acrescentando que “não há necessidade e criar novas instituições”.

“É uma questão de trabalharmos melhor juntos”, sublinhou.

“A Europa avançou”, diz Sócrates. SIC Notíciais

+Ler notícia: http://sic.sapo.pt/online/noticias/dinheiro/Governacao+economica+europeia+devera+arrancar+no+proximo+ano.htm

Centenas de pessoas manifestam-se em Lisboa contra medidas de austeridade

Centenas de pessoas desfilam, esta quinta-feira à tarde, a partir do rossio e pelas ruas da Baixa de Lisboa, num protesto marcado pelo PCP contra as medidas de austeridade adoptadas pelo Governo.

De acordo com o Jornal de Notícias, a manifestação está a ser liderada pelo secretário-geral comunista Jerónimo de Sousa e outros líderes do partido.

«O custo de vida aumenta, o povo não aguenta», «o país não se endireita com a política de direita» e «o PEC (Programa de Estabilidade e Crescimento) está mal, só interessa ao capital», são algumas das palavras de ordem gritadas pelos manifestantes. A Bola

+Ler notícia: http://www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=210509

Registo de Maio é 14,6% superior ao mesmo período de 2009/Centros

O desemprego continua a atingir um número recorde de pessoas, mas começa a dar sinais de abrandamento. No final de Maio havia 560.751 desempregados inscritos nos centros de emprego, o quarto maior número de sempre e mais
14,6% do que no mesmo mês de 2009. Ainda assim, o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) dá conta de uma redução de 1,8% em comparação com o mês de Abril, assinalando uma melhoria do mercado de trabalho que é comum nos meses de Maio, altura em que têm início algumas actividades sazonais. Público

+Ler notícia: http://economia.publico.pt/Noticia/centros-de-emprego-tem-560-mil-inscritos-
mas-a-tendencia-de-crescimento-abranda_1442258

Apoios sociais vão acabar para famílias com mais de 100 mil euros em

As pessoas que estão a receber rendimento social de inserção (395 mil), subsídio social de desemprego (120 mil pessoas) ou abono de família (1,7 milhões de agregados) verão as suas prestações serem reavaliadas à luz das novas regras ontem publicadas e que entram em vigor a 1 de Agosto. Público

+Ler notícia: http://economia.publico.pt/Noticia/apoios-sociais-vao-acabar-para-familias-c