Portugal registou a segunda maior subida de PIB da União Europeia

O Produto Interno Bruto (PIB) português foi o que mais cresceu no primeiro trimestre de 2010 entre os países da União Europeia (UE), ao registar um aumento de 1% face ao trimestre anterior.

Portugal foi o segundo pais da UE, depois da Suécia na subida do PIB, após ter crescido 1% face ao trimestre anterior, de acordo com os dados hoje avançados pelo Eurostat.

A Suécia cresceu 1,4% no primeiro trimestre de 2010, em relação ao trimestre anterior, para uma média da UE de 0,2% no trimestre. Em termos homólogos, a maior subida foi registada pela Eslováquia, que avança 4,5%, enquanto que Portugal aumentou 1,7%.

O gabinete europeu de estatística revelou ainda que o PIB cresceu 0,2%, tanto na zona euro como na União Europeia. Jornal Digital

+Ler notícia: http://www.jornaldigital.com/noticias.php?noticia=22353

Anúncios

G20 chumba imposto sobre transacções financeiras

A cimeira de ministros e de banqueiros centrais, que terminou sábado na Coreia do Sul, revelou um xadrez muito complexo dos temas que dividem o grupo de 20 países actualmente com maior peso geopolítico. As coligações são ad hoc em muitos assuntos, mas a força da China, Brasil, Índia e até do Canadá e Coreia do Sul revela-se.

Para além do discurso politicamente correcto do comunicado final saído da cimeira de ministros de Finanças e Economia e de banqueiros centrais do G20 (grupo de 20 países actualmente com maior peso geopolítico no mundo), reunidos sexta-feira e sábado no porto de Busan (também conhecido por Pusan), na Coreia do Sul, o ambiente foi de discussões “muito quentes”, como deixou passar para os media Shin Je-Yoon, o vice-ministro das Finanças para os assuntos internacionais do país anfitrião.

Um dos temas que gerou expectativa foi o da iniciativa americana e alemã de um imposto sobre transacções financeiras que alimentasse um fundo para futuros resgates em caso de crise financeira.

Uma certeza: mudança no FMI

Um ponto político parece impor-se: o da urgência de reforma do Fundo Monetário Internacional (FMI). À margem da cimeira, Coreia do Sul e Brasil assinaram um entendimento sobre a modificação da correlação de forças no FMI (que afectará sobretudo a “representação” dos países europeus) e Seul aproveitou para vender aos brasileiros o seu know how na organização do Campeonato Mundial de 2002 e dos Jogos Olímpicos de 1998. O Brasil, como se sabe, está a organizar o Mundial de 2014 e os Jogos de 2016.

Está convocada nova reunião de ministros e banqueiros para 22 e 23 de Outubro de novo na Coreia do Sul. Jornal Expresso

+Ler comunicado de imprensa Cimeira G20: http://www.g20.utoronto.ca/2010/g20finance100605.html

+Ler notícia: http://aeiou.expresso.pt/g20-chumba-imposto-sobre-transaccoes-financeiras=f586804

Presidente defende: façam férias no País

Turismo no estrangeiro agrava dívida externa.

“Aqueles que podem passar férias devem passá-las cá dentro”, defendeu o Presidente da República, Cavaco Silva, num discurso hoje em Albufeira, no qual disse que férias “cá dentro” ajudam a criar emprego e férias no estrangeiro significam “agravamento da dívida externa de Portugal”.
Fazer férias em Portugal, afirmou Cavaco Silva, segundo um excerto da intervenção divulgado pela TSF, “é uma ajuda preciosa para ultrapassar a situação difícil em que o País se encontra”, enquanto “turismo no estrangeiro significa importações de serviços e, consequentemente, agravamento da dívida externa de Portugal, que é um dos nossos maiores problemas.” PressTur

+Ler notícia: http://www.presstur.com/site/news.asp?news=25252