Suplemento Sector ONG do GRI já disponível

O GRI (Global Reporting Initiative http://www.globalreporting.org) já tem disponível o Suplemento ONG para elaboração de Relatórios de Sustentabilidade e Responsabilidade Social de Organizações do Terceiro Sector que queiram adoptar estes referenciais a nível internacional. O Suplemento ONG expande os critérios do G3 Guidelines passando a incluir:

  • Envolvimento de Stakeholders
  • Eficácia do Programa
  • Género e Diversidade
  • Percepção Pública e Advocacy
  • Coordenação
  • Alocação de Recursos
  • Fundraising Ético
  • Relações Laborais/Gestão
  • Prevenção da Corrupção

+Visualização e download http://www.globalreporting.org/NR/exeres/19B9E00D-299D-4F3C-A5A7-6B9650EDC532,frameless.htm?NRMODE=Published

Anúncios

Relatório de Sustentabilidade do Ethos recebe prémio internacional

O Relatório de Sustentabilidade Instituto Ethos (http://www1.ethos.org.br)e UniEthos 2008 foi premiado no CR Reporting Awards 2010 como “First Runner Up” na categoria Pequenas e Médias Organizações. O anúncio da prémio foi publicado pela promotora do concurso, a CorporateRegister.com (http://www.corporateregister.com/), Organização considerada referência mundial em relatórios empresariais não financeiros e informações sobre responsabilidade corporativa.

Trata-se de um dos principais prémios internacionais para relatórios empresariais de sustentabilidade, o que coloca o relatório do Ethos e do UniEthos entre os melhores do mundo. A escolha dos vencedores conta com rigorosa avaliação técnica e é resultado da votação dos usuários do CorporateRegister.com, entre os quais se encontram especialistas mundiais nos temas relacionados à sustentabilidade.

Modelo GRI (http://www.globalreporting.org)

O Relatório de Sustentabilidade Instituto Ethos e UniEthos foi realizado pelo Comitê de Responsabilidade Social Interna de ambas as organizações. O trabalho é fruto de um processo de envolvimento dos stakeholders internos e externos do Ethos e do UniEthos e da identificação dos temas considerados mais significativos por esses públicos. Para elaborá-lo, utilizaram-se as diretrizes propostas pela Global Reporting Initiative (GRI), numa apresentação baseada nos temas dos Indicadores Ethos de Responsabilidade Social Empresarial. Optou-se pelo nível C, uma vez que as Organizações ainda não têm um trabalho estruturado para gerir cada categoria de indicadores, o que é exigido nos níveis B e A.

Para Ethos e UniEthos, a construção de um relatório de sustentabilidade é uma oportunidade de aprendizagem contínua. A sua meta é publicar um relatório a cada dois anos. O principal objetivo é que o processo de elaboração do relatório contribua para que as duas Organizações incorporem na sua gestão formas sistematizadas de mensuração dos desempenhos social, ambiental e econômico e estabeleçam metas para melhorá-los.

+Visualizar Relatório de Sustentabilidade do Instituto Ethos e do UniEthos 2008 http://www1.ethos.org.br/EthosWeb/arquivo/0-A-324Relatorio%20de%20Sustentabilidade%20Ethos%20e%20Uniethos%202008v1.pdf

+Corporate Register Reporting Awards 2010 http://csr-reporting.blogspot.com/2010/04/crra-10-winning-csr-reports.html

Promover e Desenvolver o Empreendedorismo a nível Nacional

O IFDEP (Instituto para o Fomento e Desenvolvimento do Empreendedorismo em Portugal) foi seleccionado pela AIP (Associação Industrial Portuguesa http://www.aip.pt/ ) para o desenvolvimento do Programa MOVE PME. Este programa tem como objectivo a melhoria dos processos de gestão das micro, pequenas e médias empresas e o reforço das competências dos seus dirigentes, quadros e trabalhadores. O MOVE PME possibilitará igualmente o desenvolvimento de acções conducentes à optimização de metodologias e processos de modernização e inovação ao nível da gestão.

+Visite site: http://www.ifdep.pt/

Juventude Alcoólica

Todos os que passaram  pela adolescência sabem que é uma época um bocado parva da vida. As certezas absolutas de tudo, a impaciência com os mais novos mais velhos e os da mesma  idade e a revolta de ainda não ser adulto para poder fazer o que muito bem quer são algumas das características de um  adolescente  típico. Aos 16 anos quase tudo é um problema sem solução à vista e os excessos tomam  conta do crescimento, sobretudo numa fase em que tudo é um exagero. Mas há descontrolos mais nocivos que outros. Um estudo da Deco revelou que mais de metade dos jovens entre os 12 e os 15 anos que tentaram comprar bebidas alcoólicas conseguiram fazê lo, apesar de a lei actual proibir a venda de bebidas alcoólicas a menores de 16 anos. Jornal Metro

+Ler notícia: http://www.mynetpress.pt/pdf/2010/maio/20100528206ccb.pdf